Muito romântico

Direção: Melissa Dullius e Gustavo Jahn
BRA/ALE, 2016, 72', COR, DCP
Faixa etária: livre
CINEMA SÃO LUIZ · SEX · 04/11 · 19H15
CINEMA DO MUSEU · sab · 05/11 · 14H00
muito-roma%cc%82ntico_2

d,r,m Melissa Dullius & Gustavo Jahn, p Melissa Dullius, Gustavo Jahn, Gustavo Beck, Luca Borkowsky f Ville Piippo, e Gustavo Jahn, Melissa Dullius

Sinopse: Gustavo e Melissa são diretores e personagens neste navio cargueiro que os leva do Brasil até Berlim. Eles precisam encontrar um apartamento para viver nesta cidade-fetiche que está em constante transformação. Esta história vem em embalagem de um ensaio com traços de autoficção no qual são objetos tanto Berlim quanto a própria forma dos realizadores tratarem, com afeição, a tela de cinema. Eles exploram o 16mm como suporte, como materialidade e como acesso a três mundos: um mundo íntimo, doméstico e criativo, um mundo berlinense e um mundo transcendental.

A cidade onde envelheço

direção: Marília Rocha
BRA/POR, 2016, 99', COR, DCP
faixa etária: 12 anos
CINEMA SÃO LUIZ · dom · 30/10 · 19H00
CINEMA DO MUSEU · seg · 31/10 · 17H00
a cidade onde envelheco

d Marilia Rocha, r João Dumans, Marilia Rocha e Thais Fujinaga, pe Luana Melgaço, f Ivo Lopes Araújo, da Thais de Campos, s Carlos Abreu e Tiago de Matos, m Francisco Moreira, f Thais de Campos

Sinopse: A portuguesa Teresa decide morar no Brasil e se muda para o apartamento de uma conterrânea, Francisca, que há meses vive em Belo Horizonte. Nesta crônica cativante instalada numa relação de amizade, Marília Rocha vai desenhando um justo retrato de duas jovens mulheres sobre exílio, distância e saudade, sobre autonomia, companhia e descoberta, para com elas nos guiar pelo mapa afetivo, tanto solar quanto deslumbrante, de uma capital brasileira. Dá vontade de morar neste filme.

Martírio

direção: Vincent Carelli, Ernesto de Carvalho e Tita
BRA, 2016, 161', COR, DCP
CINEMA SÃO LUIZ · sab · 29/10 · 19H50
CINEMA DO MUSEU · DOM · 30/10 · 16H30
martirio

d Vincent Carelli em co-direção com Ernesto de Carvalho e Tita, r Vincent Carelli e Tita, pe Olívia Sabino, f Ernesto de Carvalho, s Ernesto de Carvalho, Vincent Carelli e Fausto Campolli, m Tita

Sinopse: Os povos indígenas Guarani e Kaiowa têm sido, ao longo de décadas e governos brancos, afastados das terras onde viviam em um processo de exploração, violência e genocídio. Proposto a acompanhar suas reivindicações pela retomada de territórios no Mato Grosso do Sul, este filme reúne e dá sentido forte a arquivos preciosos da história brasileira e imagens indigestas dos últimos anos. Um trabalho de pesquisa e militância comprometido e persistente que nos oferece o que é desde já um dos maiores épicos brasileiros. Filme urgente e fundamental, feito para a memória e para a ação.

A Economia do Amor

direção: Joachim Lafosse
BEL/FRA, 2016, 98', COR, DCP
CINEMA SÃO LUIZ · SEG · 31/10 · 15H30
CINEMA DO MUSEU · QUA · 02/11 · 20H40
dsc02502

d Joachim Lafosse, r Mazarine Pingeot, Fanny Burdino, Joachim Lafosse, p Sylvie Pialat, Benoit Quainon, Jacques-Henri Bronckart, Olivier Bronckart, f Jean-Francoi Hensgens, m Yann Dedet, mu Marc Engels, f Pascaline Chavanne

Sinopse: Após 15 anos de vida em comum, Marie e Boris decidem enfim se divorciar. Foi Marie quem comprou a casa em que eles viveram ao lado de suas duas filhas por todos esses anos, mas foi Boris quem pagou pela obra que a renovou por completo. Ele não tem dinheiro para viver em outro lugar no momento e não vê outra saída a não ser continuar a dividir o mesmo teto com sua agora ex-mulher. No fim de tudo, nenhum dos dois está disposto a abrir mão de nada da vida que compartilharam.

Diamond Island

direção: Davy Chou
FRA/CAJ, 2016, 101', COR, DCP
FAIXA ETÁRIA: 12 anos
CINEMA DO MUSEU · DOM · 30/10 · 14H30
CINEMA DO MUSEU · TER · 01/11 · 19H10
c1e3e6e5842ebf3f2b46797dd803096e5d9ba9cc

r Davy Chou, Claire Maugendre, p Charlotte Vincent, f Thomas Favel, m Laurent Leveneur, e Sobon Nuon mu Jérémie Arcache, Christophe Musset

Sinopse: Um adolescente que deixa o Camboja rural para tornar-se um trabalhador do ramo da construção, acaba reencontrando o irmão mais velho que ele havia perdido. “Diamond Island” é um projeto bilionário de prédios modernos que irá mudar a paisagem da região.

O auge do humano

direção: Eduardo Williams
ARG/POR/BRA, 2016, 100', COR, DCP
faixa etária: 14 anos
CINEMA SÃO LUIZ · QUA · 02/11 · 19H40
CINEMA DO MUSEU · QUI · 03/11 · 19H20
o-auge-do-humano-2

d/r Eduardo Williams p Victoria Marotta, Rosa Martinez Rivero, Violeta Bava, Rodrigo Teixeira f Eduardo Williams, Joaquin Neira, Julien Guillery m Eduardo Williams, Alice Furtado e SERGIO MOROSINI,SHINE MARX, DOMINGOS MARENGULA, CHAI FONACIER, IRENE DOLIENTE PAÑA, MANUEL ASUCAN, RIXEL MANIMTIM s e m Tiago Bello

Sinopse: Seja em Buenos Aires, Maputo ou em Bohol, nas Filipinas, estes jovens caminham em direção a algum lugar. Suas vidas parecem preenchidas de trabalho e de trânsito sob motivos não anunciados. Há um mistério no ar. Algo conecta tudo e todos. O primeiro e premiado longa-metragem do argentino Eduardo Williams é um testemunho de que o cinema, quando mergulha fundo na duração do presente, pode acessar um universo ao mesmo tempo latente nas nossas experiências triviais e cego a qualquer olho, com exceção do da câmera. Este aqui é o caso de um impressionante marxismo místico, como se pronto para catalisar a substância de novas revoluções. Imperdível.

O ornitólogo

direção: João Pedro Rodrigues
POR/FRA/BRA, 2016, 118, COR, DCP
CINEMA SÃO LUIZ · TER · 01/11 · 15H40
CINEMA DO MUSEU · SEX · 04/11 · 19H00
o-ornitologo-02-iloveimg-converted

d João Pedro Rodrigues, r João Pedro Rodrigues, e João Rui Guerra da Mata, pe Isabel d’Escragnolle-Tauna, f Rui Poças, da João Rui Guerra da Mata, s Nuno Carvalho, m Raphaël Lefèvre, e Paul Hamy, Xelo Cagiao, João Pedro Rodrigues, Han We, Chan Suan, e Juliane Elting

Sinopse: Ao norte de Portugal, onde toma um caiaque para observar pássaros, Fernando sofre um acidente. Este é o princípio de uma jornada em busca da porta de saída de uma floresta enigmática que se revela fascinante percurso pelo mistério íntimo de um homem. Com peças de thriller, de cinema erótico e de mitologia cristã, João Pedro Rodrigues monta novo quebra-cabeça ao lado de João Rui Guerra da Mata para dar passo sedutor na inquietação maior que move o seu cinema: destrinchar e dissecar figuras da masculinidade manuseando a cinematografia com sensibilidade de um mestre, tão atual quanto decididamente pop. É instigante tentar juntar as partes.

Wild

direção: Nicolette Krebitz
ALE, 2016, 97', COR, DCP
faixa etária: 16 anos
CINEMA SÃO LUIZ · QUI · 03/11 · 15H35
CINEMA DO MUSEU · SAB · 05/11 · 19H00
wild

d,f Reinhold Vorschneider, s Christoph Schilling, m Bettina Böhler

Sinopse: Nicolette Krebitz reimagina A Bela e a Fera em tempos de crise moderna, numa cidade fria na Alemanha. O resultado é esta fábula sombria sobre Ania, jovem funcionária de uma empresa levada a desviar de padrões por um impulso de anarquismo e por crescente fascinação por um lobo. Nesta anti-história de amor, perturbada pelo risco de tocar uma criatura selvagem, a personagem vive uma diáspora moral, social e sexual fora e dentro do seu corpo, carregando para a tela, com tintas de suspense, um inquietante desejo de libertação.