Aliens, o resgate

DIREÇÃO: James Cameron
EUA / Reino Unido, 1986, 137min, DCP
CINEMA SÃO LUIZ · SÁB · 04/11 · 23H00

D James Cameron R James Cameron, David Giler e Walter Hill P Gale Anne Hurd DF Adrian Biddle MUS James Horner E Sigourney Weaver, Carrie Henn, Michael Biehn, Lance Henriksen e Paul Reiser

Sinopse: Nos anos 80 dominados pela masculinidade fortinha de Stallone e Schwarzenegger, James Cameron trouxe uma heroína sem igual num filme de enorme sucesso popular. Já uma herança afiada do excelente Alien (1979, exibido no Janela VII), de Ridley Scott, a personagem Ripley (Sigourney Weaver) é reconfigurada em máquina de combate, mas ainda humana, gentil. “Faça alguma coisa!!!”, ela grita num momento chave de Aliens, arrancando literalmente o controle de um homem em pânico e assumindo as máquinas e o filme. Aliens, o Resgate é um exercício formidável de ação e terror, e onde Cameron e Weaver ainda acham espaço para explorar o elemento “Mãe” com curiosa energia física. Vai Ripley! Quebra tudo!

As Lágrimas Amargas de Petra Von Kant

DIREÇÃO: Rainer Werner Fassbinder
Alemanha, 1972, 124min, DCP
CINEMA DO MUSEU · DOM · 05/11 · 20H15

D / R Rainer Werner Fassbinder P Rainer Werner Fassbinder, Michael Fengler DF Michael Ballhaus DA Kurt Raab M Thea Eymèsz S Gustav Kortwich E Margit Carstensen, Hanna Schygulla, Katrin Schaake, Eva Mattes, Gisela Fackeldey, Irm Hermann

Sinopse: Fassbinder trafega entre ópera e melodrama para adaptar peça de teatro sua neste diamante de imagem e forma deslumbrantes lapidado pela maneira do amor e pela urgência da expressão. À exceção de Midas e Dionísio, não à toa expostos na parede, apenas mulheres estarão ao redor de Petra von Kant para disputar humanidade, desejo e poder.

Contatos Imediatos de Terceiro Grau

DIREÇÃO: Steven Spielberg
EUA, 1977, 137min, DCP 4K
CINEMA SÃO LUIZ · DOM · 05/11 · 16H10

D / R Steven Spielberg P Julia Phillips, Michael Phillips DF Vilmos Zsigmond DA Joe Alves, Dan Lomino M Michael Kahn MUS John Williams E Richard Dreyfuss, François Truffaut, Melinda Dillon, Teri Garr e Bob Balaban

Sinopse: Contatos Imediatos de Terceiro Grau (1977), de Steven Spielberg, está fazendo 40 anos e é um dos grandes filmes de ficção cientifica do cinema. Esse espetáculo de luz e som será apresentado em cópia 4K nas telas do São Luiz e do Cinema do Museu, as duas salas equipadas para o formato. Essa restauração estreou em setembro no Festival de Veneza.

Garota Negra

DIREÇÃO: Ousmane Sembène
Senegal / França, 1966, 65MIN, DCP
CINEMA SÃO LUIZ · SÁB · 04/11 · 13H45

D / R Ousmane Sembène P André Zwoboda DF Christian Lacoste M André Gaudier E Mbissine Thérèse Diop, Anne-Marie Jelinek, Robert Fontaine, Momar Nar Sene, Ibrahima Boy, Nicole Donati

Sinopse: Uma máscara pode ser um souvenir ou uma presença lhe seguindo nas ruas. Ousmane Sembène, escritor e cineasta senegalês, filmou Diouana (Mbissine Therese Dlop) na Riviera Francesa, nos anos 60, e em Dakar. Trazida como uma boneca de trabalho para a mesma família que a empregou no Senegal, Diouana vai quebrando aos poucos, sob o peso da cultura, da história e do racismo (“Eu nunca beijei uma negra antes”). E Sembène nos oferece esse documento que registra o seu interesse pelo cinema francês, onde ele expressa a sua raiva, a sua poesia. Acima de tudo, ver essa restauração em 2017 significa pensar na representação, em quem filma, quem é filmado e como.

Filme restaurado em 2015 pela The Film Foundation’s World Cinema Project em colaboração com o Sembène Estate, Institut National de l’Audiovisuel, INA, Eclair laboratories e Centre National de Cinématographie. Restauração realizada pela Cineteca di Bologna/ L’Immagine Ritrovata laboratory.

Jeanne Dielman, 23, Quai Du Commerce, 1080 Bruxelles

DIREÇÃO: Chantal Akerman
Bélgica / França, 1975, 201min, DCP
CINEMA DO MUSEU · SÁB · 04/11 · 15H00

D / R Chantal Akerman M Patricia Canino DF Babette Mangolte

Sinopse: Jeanne Dielman é viúva, mãe e, nas horas vagas, prostituta. Chantal Akerman filma assiduamente o dia a dia desta mãe, como ninguém antes ou depois, e talvez tenha inventado aqui uma forma de retrato e uma forma de política. O Janela exibiu seu último filme há dois anos, e agora resgata cópia restaurada da obra-prima da cineasta. Pequena surpresa abre a sessão.

O cozinheiro, o ladrão, sua mulher e o amante

DIREÇÃO: Peter Greenaway
Reino Unido, Holanda, França, 1989, 124min, DCP
CINEMA SÃO LUIZ · SEX · 10/11 · 23H15

D / R Peter Greenaway P Pascale Dauman, Kees Kasander, Daniel Toscan du Plantier e Denis Wigman DF Sacha Vierny MUS Michael Nyman E Richard Bohringer, Michael Gambon, Helen Mirren e Alan Howard

Sinopse: Épico de cores vibrantes confinado em super-restaurante que Greenaway dirige como espetáculo sobre poder, pecado e justiça. Este palco barroco-chic é entregue de presente para a personagem de Helen Mirren viver real banquete de vingança, por vezes visto como alegoria maior de heroína diante do vilão liberal-conservador da era Margaret Thatcher.

Pink Flamingos

DIREÇÃO: John Waters
EUA, 1972, 93 min, 35mm
CINEMA SÃO LUIZ · SEX · 03/11 · 23H45

D / R / P / DF / M John Waters DA Vincent Peranio S Bill Porter E Divine, David Lochary, Mink Stole, Marry Vivian e Pearce

Sinopse: Em tempos em que certas forças políticas nos coagem a permanecer asseados e inofensivos, a inescapável Divine e sua família fazem o que podem para não perder o título de gente mais imunda do mundo para insolente casal ligado ao narcotráfico e à produção pornô. John Waters sabe filmar liberdade e Divine merece sempre ser rainha de tudo.

Protéa

DIREÇÃO: Victorin-Hippolyte Jasset
França, 1913, 50min, DCP
CINEMA SÃO LUIZ · DOM · 12/11 · 20H30

D Victorin-Hippolyte Jasset DF Lucien N. Andriot E Josette Andriot, Lucien Bataille, Charles Krauss, Henri Gouget, Emile Chautard

Sinopse: Protéa, de Victorin-Hippolyte Jasset, apresenta a primeira heroína do cinema mudo, 104 anos atrás. Dizia-se de Josette Andriot (1886-1942), a estrela de Protéa, que ela “não tinha a beleza de um par românico, mas montava cavalos, fazia esgrima, nadava e era acrobata”. Ela lutava com animais selvagens e pulava de lugares altos três anos antes de Mata Hari, na verdade, antes mesmo de “filmes de espionagem” serem inventados. E todos esses feitos eram reservados na época aos homens, algo que permanece um século depois.

Filme restaurado em cópia 2K pela Cinemateca francesa em 2013.

Suspiria

DIREÇÃO: Dario Argento
Itália, 1977, 19MIN, DCP 4K
CINEMA DO MUSEU · SEX · 03/11 · 18H30
CINEMA SÃO LUIZ · SÁB · 11/11 · 23H00

D Dario Argento R Dario Argento, Daria Nicolodi P Claudio Argento PE Salvatore Argento DF Luciano Tovoli DA Giuseppe Bassan M Franco Fraticelli MUS Goblin E Jessica Harper, Stefania Casini, Flavio Bucci, Miguel Bosé, Barbara Magnolfi

Sinopse: Dario Argento reescreve a noção da “donzela em apuros” num filme de horror de forte tom vermelho. Nesta fábula de cores surrealistas, Jessica Harper se imortalizou na pele da heroica Suzy Bannion, uma jovem dançarina norte-americana que vai à Europa para ter aulas numa companhia de balé povoada por bruxas e seres fantásticos.

Tudo que o Céu Permite

DIREÇÃO: Douglas Sirk
EUA, 2017, 89 min, DCP
CINEMA SÃO LUIZ · DOM · 05/11 · 11H00
CINEMA DO MUSEU · QUA · 08/11 · 20H45

D Douglas Sirk R Peg Fenwick P Ross Hunter DF Russell Metty M Frank Gross DA Alexander Golitzen, Eric Orbom MUS Frank Skinner E Jane Wyman, Rock Hudson, Agnes Moorehead e Conrad Nagel

Sinopse: O romance entre Cary Scott (Jane Wyman), viúva bem-sucedida, e o jardineiro Ron (Rock Hudson), bem mais jovem que ela, por algum motivo é inaceitável para seus filhos, amigos e conhecidos. Douglas Sirk faz aqui um melodrama definitivo acerca do olhar da sociedade sobre a mulher na classe média americana dos anos 1950 e também um estudo imperecível sobre amor e preconceito.

Uma Canta, a Outra Não

DIREÇÃO: Agnès Varda
Venezuela / França / Bélgica, 1977, 120min, DCP
CINEMA DO MUSEU · DOM · 05/11 · 14H30
CINEMA SÃO LUIZ · SEX · 10/11 · 13H40

D / R Agnès Varda DF Charlie Van Damme DA Frankie Diago M Joële Van Effenterre MUS François Wertheimer E Thérèse Liotard, Valérie Mairesse, Robert Dadiès, Mona Mairesse, Francis Lemaire

Sinopse: Pomme ajuda Suzanne a interromper uma gestação indesejada, num primeiro episódio para a encantadora trajetória de cumplicidade entre estas duas amigas, por meio da qual Agnès Varda, cineasta das mais importantes e queridas, fornece tanto o que o movimento de mulheres nos fazia aprender quanto olhar justo e cortês. Atenção para as passagens musicais.

Vá e Veja

DIREÇÃO: Elem Klimov
URSS, 1985, 142min, DCP
CINEMA SÃO LUIZ · DOM · 12/11 · 16H45

D Elem Klimov R Ales Adamovich, Elem Klimov DF Aleksei Rodionov DA Viktor Petrov M Valeriya Belova MUS Oleg Yanchenko E Aleksey Kravchenko, Olga Mironova, Liubomiras Laucevicius, Vladas Bagdonas, Jüri Lumiste

Sinopse: Vá e Veja (1985), de Elem Klimov, também teve sua restauração lançada no último Festival de Veneza. Essa obra-prima do cinema volta num momento histórico do mundo que observa demonstrações de fascismo mostrando sua face cada vez mais. Esse filme monumental realizado no apagar das luzes da Uniao Soviética é tido por muitos como o grande Filme de Guerra do Cinema. A história de um garoto de 12 anos que perambula pela terra arrasada da Bielorrúsia sob a cruel invasão nazista. Um filme inesquecível.

Victor / Victoria

DIREÇÃO: Blake Edwards
Reino Unido / EUA, 1982, 132 min, DCP
CINEMA DO MUSEU · SEX · 03/11 · 16H00
CINEMA SÃO LUIZ · SEX · 10/11 · 18H10

D / R Blake Edwards P Tony Adams, Blake Edwards DF Dick Bush M Ralph Winters MUS Henry Mancini E Julie Andrews, James Garner, Robert Preston, Alex Karras e John Rhys-Davies

Sinopse: Em encontro delicioso entre Blake Edwards e Julie Andrews, a atriz é a cantora Vitória (ou Vítor?), que se transforma em homem para ganhar os palcos da Paris de 1930. Comédia romântica divertida como poucas coisas já vistas, este retrato da transição é fino exemplo de uma Hollywood pautada então pela redescoberta das identidades.