LASCAS DE UM PROGRAMA DURANTE FURACÃO

Por Luís Fernando Moura, Coordenador de Programação

1. Em Oponentes Invisíveis, Anna, a fotógrafa, diz: “Se você é criativo em Viena, a polícia suspeita de você”. Áustria, paranoia das guerras, um policial mané, um homi falador. É claro que há alienígenas entre nós, ou seríamos nós os alienígenas. Anna sai correndo pelas ruas, para se proteger: com sua câmera, com braço e perna.

2. A paranoia em Rojo. 70 e tantos e vai haver desaparecimentos por todo lado na Argentina. Voltemos ao ambiente dos regimes fechados na América do Sul. É preciso filmar um eclipse, mostrar um filme vermelho. E adiante.

3. Em A Ascensão, os rostos de dois guerrilheiros são filmados com compaixão. A história de dois companheiros em apuros, a imensa neve engole tudo, o sangue p&b. O cinema soviético pode ser Trágico (como a História? Menos que a História? Mais que a História?), mas é possível filmar o Amor na cumplicidade entre quem vai. Larisa, a mulher, filma a guerra, e encontra na face uma passagem.

4. A passagem na face de Dora, dentro do busão, olhando a foto de Josué. Central do Brasil.

5. Deusimar ama o marinheiro viajante. Deusimar delira de amor e embarca no mundo, o mundo é CGI, a viagem é chroma-key. Todos passam, mas em Inferninho ficam. Este bar. O coelho, e as outras criaturas estranhas. Precisamos nos proteger uns aos outros, garantir que possamos estar juntos, dar um beijo, tomar um drink.

6. Ouvir esses delirantes adultos, de baixo. A Revolução passou nas Filipinas. Sou uma criança. Pop Music. Tradução Nervosa.

7. Comprar um chip e viajar no tempo porque é preciso fugir, para onde. Plano Controle. É preciso voar, sobre o Atlântico e pelos caminhos alternativos à diáspora. NoirBlue. Liberdade. Chicoteia esse brutamontes, Democracia Aqui Não. Esquece o avaaz, Eu Assinei A Petição. Vai até Vênus, Seguir Adiante Sem Perdas. O cinema já filmou o grão, a gota, o olho: há aí um tempo e um lugar, Screen-Tela.

8. Manual de como se rebelar, com violência. Congo. Kinshasa Makambo. Vamos observar.

9. Uma ditadora no subsolo, nada restou das lembranças. É Bahia e é o fim. Abrigo Nuclear.

10. O arquiteto em crise e para onde ir neste mundo? “Qualquer lugar, é tudo a mesma coisa”. A capital nascente, Brasília. Brasília, Capital do Século. Amor e Desamor.

11. Ouçamos uns aos outros, mas também ao ruído. Somos lindos demais e dissidentes. Quantos Eram Pra Tá? Temporada: quem já filmou assim a vizinhança?

12. Tomemos a palavra! Nosso território. E o território deles. Estar lado a lado, assistir às temporadas e aos desbravamentos. As cruzadas que erram, e não as que privam. Conversas no Maranhão.

13. O Janela é legal pois aqui podemos ver filmes que muitos gostaram, você vai gostar também. Assunto de Família. E vemos uns filmes que tristemente poucos viram e é bom que você vai ver.

14. Longa Jornada Noite Adentro, what the hell.

15. Futebol Infinito. !!! Por essa você não esperava.

16. Tem Godard.

17. Reunir amigos, reunir desconhecidos, ver umas coisas. Protejam-se.

Competição de Longas
Clássicos do X Janela
Janela Crítica
Brasil Distópico
Competitiva de Curtas Brasileiros
Competitiva de Curtas Internacionais
Sessões Especiais
Aulas e mesas