Linger On Some Pale Blue Dot /
Resista Num Pálido Ponto Azul
(Dir. Alexander Koberidze. Alemanha/Israel, 2019)
The Lighthouse / O Farol
(Dir. Robert Eggers. EUA/Brasil, 2019)

Do celestial ao mundano, do mar elementar ao pés no chão de asfalto na escuridão. Um holofote inaugura um espetáculo anônimo cujo acompanhamento musical contínuo tonaliza e requalifica uma atividade rotineira. Faz-se pão, bebe-se café. Como provocar a sensação necessária de excepcionalidade a uma prática diária e costumeira? Como imaginar uma pequena escala do mundo que nos permita sentir como que diante de gestos monumentais?

O filme de Koberidze está mergulhado numa convicção plástica de descrição do trabalho de um padeiro. Mãos, pés e maquinário compõem uma sinfonia rítmica e procedimental, imperturbáveis em seu universo próprio de vórtices, pausas e constância cíclica. A descrição deste ofício perscruta as formas e texturas e se interessa pelas interações entre elas. Às ações ordinárias é conferida uma outra possibilidade de existir, de restaurar pela vocação estética um elo com a materialidade do cotidiano. Farinha branca sobre o chão preto, o leite misturado ao café, as cores que eventualmente saltam à superfície em nuances diversas, a luz que redescobre seu próprio comportamento em diferentes materiais e opacidades.

Enquanto em The Lighthouse a descrição laboral funciona mais como camada de caracterização literária e suplementar e compreende um conteúdo psicológico claro na narrativa, Linger On Some Pale Blue Dot concentra-se no que essa atividade tem de potência visual e figurativa. Naquele, as tarefas estão inseridas em uma atmosfera de não-confiabilidade e se misturam numa grande teia de incertezas sobre a realidade visível; neste, as coisas ganham não só a consistência de uma credibilidade insuspeita, mas um poder de evidência do básico e substancial: a ação, o gesto, o pão. Finalizado o ato criador, de um dia claro no Neguev somos direcionados novamente ao céu, como um ciclo consagrado que se repete. Aqui, o trabalho nos convence da existência do mundo.